Como prevenir problemas vocais na volta às aulas

Um problema comum entre os professores são os problemas relacionados às cordas vocais, em casos extremos e sem cuidado, podem levar o professor a perder a voz, o impossibilitando de lecionar.

Mas para não ter problemas de voz, você pode tomar alguns cuidados.

Já que a sua voz é diretamente ligada ao trabalho, existem dicas simples que te ajudam a cuidar da sua saúde vocal, para você nunca ter problemas em relação às suas cordas vocais.

voz

Se você já trabalha como professor(a), o primeiro passo é ir ao fonoaudiólogo, mesmo não tendo nenhum sintoma, uma avaliação profissional é importante, pois assim como doenças como câncer e lesões mais graves, descobrir o problema no início garante uma chance muito maior de recuperação.

Claro que nesta consulta médica você vai ser orientado, mas enquanto isso você pode começar a cuidar da sua voz.

Beba água com freqüência, assim sua garganta nunca fica ressecada, ainda mais se você dá aulas em ambientes com ar-condicionado. Você já deve ter percebido, que mesmo palestrantes renomados sempre tem ao seu lado um copo de água ou uma pequena garrafa de água.

Não precisa sem em exagero, pois você não quer ter que ir ao banheiro a cada 30 minutos. Basta sempre tomar um gole de água para ajudar.

Se você fuma, este pode ser um grande vilão para a sua foz, pois agride diretamente as vias respiratórias, tendo consequências não só para as suas cordas vocais, mas para todo o sistema respiratório e cardiovascular.

Esqueça aquelas pastilhas para a garganta, apesar da sensação de alívio da dor, elas afetam ainda mais suas cordas vocais. A dor, quando ela já é mais intensa, é sinal de que algo vai mal com a sua saúde vocal. Sendo assim, se você usar as pastilhas, vai estar forçando ainda mais as suas cordas vocais, podendo chegar ao ponto de ficar totalmente sem voz, o que para um professor seria desastroso.

Evite alimentação pesada antes das aulas. Alimentos pesados e gordurosos podem causar refluxo, que agride toda a região da garganta, causando desconforto e mais dificuldade para falar.

Apesar de ser um pouco difícil, ainda mais com turmas grandes, tente chegar à um tom de voz que seja ouvido pelos alunos, mas sem gritar.

Isso vai da experiência do professor em controlar sua turma e se fazer ouvir. Tente reduzir o volume da sua voz e pergunte se os alunos do fundo da sala conseguem ouvir ou se tem problemas para entender o que você está dizendo.

A última dica, mas que também é bem importante, caso você fique com dores na garganta por um período maior do que 15 dias, é sinal de qual algo vai muito mal. Neste caso vá ao médico com certa urgência, pois como já falamos acima, certos danos às cordas vocais podem ser irreversíveis.

Aprenda neste vídeo abaixo alguns exercícios de técnica vocal e exercícios de respiração que vão te ajudar a não perder a voz.

Está difícil planejar suas aulas? Vamos te ajudar se você quiser.

[youtube http://www.youtube.com/watch?v=v4cjGGxa-jU]

Essas foram alguma dicas para não perder a voz dando aulas, apesar de superficiais, nossa experiência somada com os seus comentários podem ajudar outros professores passando por apuros em sala de aula.