Divirta os alunos no Dia do Folclore – 22 de Agosto

O dia do folclore é comemorado em 22 de agosto. Na comemoração desta data são realizadas diversas atividades para educação infantil relacionadas ao tema.

Podemos abordar o tema de diversas formas, podemos contar as lendas e falar sobre os personagens como o Saci, a Cuca e o Lobisomem.

Veja alguns painéis sobre o dia do folclore em escolas selecionados.




Você pode utilizar diversos materiais, como cartolinas, fazer os personagens do folclore em eva e também pintar, caso tenha habilidades para isso e montar um belo cartaz.


Hoje, muitos professores também recorrem à internet para pegar imagens e ilustrações, bastando imprimir as imagens dos personagens folclóricos favoritos, o que não deixa de ser uma boa idéia de trabalho. Com certeza será uma boa apresentação ao tema.

Aula de artes para o Dia do Folclore, 22 de agosto

Também selecionamos algumas atividades educativas, fotos e imagens da lenda do Saci Pererê e alguns personagens folclóricos para imprimir.

O Saci Pererê é um garoto que vive na floresta e que tem como característica pular sobre um pé só.
Uma um gorro vermelho, assim como sua bermuda.

Também temos a Cuca, que sempre é vista como malvada por todas. Você pode imprimir as atividades de colorir para usar com seus alunos.

Boto Cor de Rosa

A lenda do boto e o origami para montar com as crianças.


ps: encontramos essas imagens na internet através do Google. Caso reconheçam de que livro de atividades para educação infantil essas imagens pertencem ou se tiverem direitos autorais, nos comuniquem através dos comentários.

Mula sem cabeça

Além de não possuir a cabeça, ela ainda solta fogo pelo pescoço! É uma lenda apavorante não é?

Iara – a sereia

Lobisomem – metade homem metade lobo

O Lobisomem aparece nas noites de lua cheia, quando um homem amaldiçoado se transforma em lobo, causa pânico e destruição por onde passa.

Ainda não deu tempo, mas pretendemos atualizar esta página contanto a lenda de cada um dos personagens folclóricos de todo o Brasil, e também contamos com a ajuda dos leitores para que contem um pouco de como estão planejando as festividades da data do dia do folclore.

Algumas músicas e outras formas artísticas do nosso folclore também serão complementadas em breve, mas você pode encontrar diversas músicas em sites como o youtube se procurar por folclore no campo de busca.

Alguns autores como Monteiro Lobato, sempre escreveram seus livros infantis abordando temas relacionados ao folclore brasileiro, o que pode nos dar liberdade de atribuir a ele, grande parte do registro e divulgação de nossas histórias, mitos e lendas.

Em regiões como no Nordeste Brasileiro temos muitas manifestações folclóricas, que também serão mostradas em breve, de acordo com a atualização do nosso site.

Comidas Típicas do Folclore Brasileiro

O folclore brasileiro também pode ser abordado através de suas comidas típicas. O Brasil sendo um país continental, apresenta características gastronômicas muito distintas, reforçando o regionalismo e as tradições locais.

Em algumas regiões de intensa presença de imigrantes, existem influências gastronômicas herdadas dos países de origem da população, como na Região Sul. O mesmo acontece com a culinária típica do Norte, com forte influência indígena.

Comidas do folclore – Norte

Pato ao tucupi
Sopa de turú
Farofa de turú
Moqueca de pirarucu
Bicho de côco assado
Peixe assado
Bejú
Tartaruga com mandioca
Sopa de tartaruga

Comidas do folclore – Nordeste

Caruru
Sarapatéu
Moqueca de surubim
Vatapá
Acarajé
Manguzá ou mungunzá
Farinha com caldo de rapadura
Bobó de camarão
Paçoca
Baião de dois
Carne de sol

Comidas do folclore – Centro oeste

Galinhada
Arroz com piqui (ou pequi)
Canjiquinha com queijo
Pintado na braza
Farofa de jacaré
Porco de lata com mandioca
Peixe assado
Passarinhada
Tereré.

Comidas do folclore – Sudeste

Leitão à pururuca
Virado à paulista
Tutu de feijão
Canjica
Feijoada
Paçoca de amendoim
Feijão tropeiro
Arroz de carreteiro
Curau
Pamonha (salgada e doce)
Frango cheio
Feijão gordo
Pipoca

Comidas do folclore – Sul

Culhão de touro cozido
Pinhão assado
Carneiro no buraco
Porco no rolete
Boi no rolete
Costela de ripa
Barreado
Churrasco
Marreco com laranja
Marreco com maçã
Joelho de porco cozido
Torta de maçã
Charque com inhame
Bolo de pinhão
Chimarrão

As comidas típicas folclóricas refletem a atividade pecuária e agrícola da região, possibilitando ao professor também se aprofundar sobre as características geográficas e climáticas de cada local do Brasil.

Trava Línguas

Trava línguas são frases folclóricas mais presentes no interior, mas sempre lembradas nas comemorações do dia do folclore.

Objetivo dos trava línguas são ensinar as crianças e entreter ao mesmo tempo.

Tem como característica a ordenação das palavras de forma que dificultem a pronúncia, se tornando um verdadeiro desafio para as crianças, já que as sílabas muitas vezes são parecidas.

Os trava-línguas são expostos com objetivos tradicionais, como : “fale bem rápido”; “repita três vezes”; “diga depressa”, e outras variações. O que importa no trava-língua é que ele deve decorado e falado várias vezes seguidas e tão rápido quanto possível.

Exemplos de Trava Línguas Folclóricos

– Pedro tem o peito preto, O peito de Pedro é preto; Quem disser que o peito de Pedro é preto, Tem o peito mais preto que o peito de Pedro.

– A vaca malhada foi molhada por outra vaca molhada e malhada.

– Um ninho de mafagafos, com cinco mafagafinhos, quem desmafagafizar os mafagafos, bom desmafagafizador será.

– Há quatro quadros três e três quadros quatro. Sendo que quatro destes quadros são quadrados, um dos quadros quatro e três dos quadros três. Os três quadros que não são quadrados, são dois dos quadros quatro e um dos quadros três.

– Chupa cana chupador de cana na cama chupa cana chuta cama cai no chão.

– Pinga a pipa Dentro do prato Pia o pinto e mia o gato.

– Olha o sapo dentro do saco. O saco com o sapo dentro. O sapo batendo papo. E o papo soltando vento.

– Pedro Pedroca é prestativo e presta serviços na pedreira.

– Três dragões graduados e trinta brincos trincados.

– Porco crespo e toco preto. Toco preto e porco crespo.

– O rato roeu a roupa do rei de Roma.

– Pinga a pia apara o prato, pia o pinto e mia o gato.

– O princípio principal do príncipe principiava principalmente no princípio principesco da princesa.

– Quico quer quaqui. Que quaqui que o Quico quer? O Quico quer qualquer quaqui.

-Três pratos de trigo para três tigres tristes.

– Luzia lustrava o lustre listrado, o lustre listrado luzia.

– Sabendo o que sei e sabendo o que sabes e o que não sabes e o que não sabemos, ambos saberemos se somos sábios, sabidos ou simplesmente saberemos se somos sabedores.

– Fala, arara loura. A arara loura falará.

– Se o Arcebispo-Bispo de Constantinopla a quisesse desconstantinoplizar, não haveria desconstantinoplizador que a desconstantinopllizasse desconstantinoplizadoramente.

– Pilha de palha e telha velha. Palha na pilha e velha telha. Pilha de telha e palha velha.

– Atrás da pia tem um prato, um pinto e um gato. Pinga a pia, para o prato, pia o pinto e mia o gato.

– A vida é uma sucessiva sucessão de sucessões que se sucedem sucessivamente, sem suceder o sucesso…

– “O tempo perguntou ao tempo, quando tempo o tempo tem, o tempo respondeu ao tempo, que não tinha tempo, de ver quanto tempo, o tempo tem.”

– O Tempo perguntou pro tempo quanto tempo o tempo tem, o Tempo respondeu pro tempo que o tempo tem o tempo que o tempo tem.

A ARANHA E A JARRA
Debaixo da cama tem uma jarra.
Dentro da jarra tem uma aranha.
Tanto a aranha arranha a jarra,
Como a jarra arranha a aranha.

A LARGATIXA DA TIA

Larga a tia, largatixa!
Lagartixa, larga a tia!
Só no dia em que a sua tia
Chamar a largatixa de lagartixa.

CAJU
O caju do Juca
E a jaca do cajá.
O jacá da Juju
E o caju do Cacá.

LUZIA E OS LUSTRES
Luzia listra os
Lustres listrados.

MALUCA
Tinha tanta tia tantã.
Tinha tanta anta antiga.
Tinha tanta anta que era tia.
Tinha tanta tia que era anta.

MOLENGA
Maria-mole é molenga.
Se não é molenga
não é maria-mole.
É coisa malemolente,
nem mala, nem mola,
nem maria, nem mole.

NÃO CONFUNDA!
Não confunda ornitorrinco
Com otorrinolaringologista,
Ornitorrinco com ornitologista,
Ornitologista com otorrinolaringologista,
Porque ornitorrinco é ornitorrinco,
Ornitologista, é ornitologista,
E otorrinolaringologista é otorrinolaringologista.

O DESENLADRILHADOR
Essa casa está ladrilhada.
Quem a desenladrilhará?
O desenladrilhador que a desenladrilhar,
Bom desenladrilhador será !

O tecelão
Tecelão tece o tecido
Em sete sedas de Sião
Tem sido a seda tecida
Na sorte do tecelão

Atrás da Pia
Atrás da pia tem um prato
Um pinto e um gato
Pinga a pia, apara o prato
Pia o pinto e mia o gato.

Sapo no saco
Olha o sapo dentro do saco
O saco com o sapo dentro
O sapo batendo papo
E o papo soltando vento.

Mafagafos
Um ninho de mafagafa
Com sete mafagafinhos
Quem desmafagaguifá
Bom desmafagaguifador será.

VELHO FÉLIX
Lá vem o velho Félix,
Com um fole velho nas costas,
Tanto fede o velho Félix,
Como o fole do velho Félix fede.

TEMPO
O tempo perguntou ao tempo,
Quanto tempo o tempo tem,
O tempo respondeu ao tempo,
Que não tinha tempo,
De ver quanto tempo,
O tempo tem.

SEU TATÁ
O seu Tatá tá?
Não, o seu Tatá não tá,
Mas a mulher do seu Tatá tá.
E quando a mulher do seu Tatá tá,
É a mesma coisa que o seu Tatá tá,tá?

O Pintor Português
PAULO PEREIRA PINTO PEIXOTO,
POBRE PINTOR PORTUGUÊS,
PINTA PERFEITAMENTE
PORTAS, PAREDES E PIAS,
POR PARCO PREÇO, PATRÃO.

O Rato Roeu
O RATO ROEU A ROUPA DO REI DE ROMA,
O RATO ROEU A ROUPA DO REI DA RÚSSIA,
O RATO ROEU A ROUPA DO RODOVALHO…
O RATO A ROER ROÍA.
E A ROSA RITA RAMALHO
DO RATO A ROER SE RIA.
A RATA ROEU A ROLHA
DA GARRAFA DA RAINHA.

O PINTO PIA
A PIPA PINGA.
PINGA A PIPA,
O PINTO PIA.
PIPA PINGA.
QUANTO MAIS
O PINTO PIA
MAIS A PIPA PINGA.

GATO ESCONDIDO
GATO ESCONDIDO
COM RABO DE FORA
TÁ MAIS ESCONDIDO
QUE RABO ESCONDIDO
COM GATO DE FORA.

O SABIÁ
Sabia que o sabiá
sabia assobiar?

PAPA PAPÃO
Se o papa papasse pão.
Se o papa papasse papa.
Se o papa papasse tudo,
Seria um papa papão.

O RATO
O rato roeu a roupa,
Do rei de Roma.
e a rainha, de raiva,
roeu o resto

Palminha
Palma, palminha,
Palminha de Guiné
Pra quando papai vié,
Mamãe dá a papinha,
Vovó bate cipó,
Na bundinha do nenê.

SABER
Sabendo o que sei e sabendo
O que sabes e o que não sabes
E o que não sabemos, ambos saberemos
Se somos sábios, sabidos
Ou simplesmente saberemos
Se somos sabedores.

Bão Balalão
Bão, babalão,
Senhor Capitão,
Espada na cinta,
Ginete na mão.
Em terra de mouro
Morreu seu irmão,
Cozido e assado
No seu caldeirão

Ou Bão-balalão!(variação)
Senhor capitão!
Em terras de mouro
Morreu meu irmão,
Cozido e assado
Em um caldeirão;

Lanço o laço no salão.
O lenço, lanço. A lança, não.

Tatu tauató, tatuetê taí.
Tem tanto tatu, não tem

Lembrancinhas para o Dia do Folclore

As lembrancinhas podem ser feitas de diversos materiais como EVA ou papel e outros itens de fácil acesso. Você pode confeccioná-las junto com seus alunos ou pode somente entregar ao final da atividade no dia 22 de agosto.

Abaixo separamos diversas imagens de lembrancinhas folclóricas para você usar como referência.

Moldes de EVA para o painel do dia do folclore.


Os moldes em eva foram encontrados na internet no Google.

Mais atividades sobre o Dia do Folclore

Nosso site de atividades para educação infantil cresce a cada dia que passa e fica impossível colocar todas as informações e conteúdos sobre o Dia do Folclore em uma página só, então veja nossos outros artigos complementares para essa data comemorativa tão especial para o calendário brasileiro:

Compartilhe sua experiência com atividades para educação infantil relacionadas ao folclore.
Faltou algum personagem do folclore brasileiro? Tem outras ideias de como abordar o folclore brasileiro para a educação infantil de forma criativa? Deixa o comentário pra gente!


Confira meu material para datas comemorativas que já ajudou mais de 2000 professores.

23 comentários sobre “Divirta os alunos no Dia do Folclore – 22 de Agosto”

    1. obrigado pelo incentivo! Vamos continuar trabalhando para trazer mais informações para os professores e para nossos alunos da educação infantil.

    1. que bom! ficamos felizes em colaborar com a elaboração do seu projeto! Volte novamente aqui no site e também mostre para suas colegas!

    1. Sorte dos seus alunos, por terem uma professora tão dedicada! Obrigado pelo comentário e volte sempre!

  1. Gostei muito das atividades, e me interessei pelas apostilas a venda, vou aguardar ansiosa. Obrigada pelo belo trabalho realizado.

    1. obrigado, estamos em atualização e melhoria constante do nosso site e do material da apostila. Tentamos criar um material útil e agravadável à todos, inclusive com a colaboração, sugestão e a opinião dos nossos compradores, que colaboram em muito com a sua compra, já que o valor arrecadado ajuda a manter o site no ar e pagar as despejas que ele gera.

    1. Você não sabe como seu comentário nos deixa felizes. Boa festa de dia do folclore, e se der, nos mande as fotos!

  2. Bom dia graças à Deus temos pessoas competentes como vocês. Pois tudo me ajuda muito.
    Parabéns.

Os comentários estão fechados.