Dinâmica para Reunião de Pais

dinamicas

Existem basicamente dois tipos de reunião de pais. A primeira e pior delas, são aquelas chatas e tediosas, que depois de algum tempo, só meia dúzia de pais se interessam em participar.

O segundo tipo de reunião, e é essa que importa, é a reunião de pais onde exista realmente uma participação dos pais e não só uma fila para falar com a professor.

E como fazer uma reunião de pais divertida e eficiente? Essa é uma das perguntas que nos fazem sempre, e espero poder ajudar a mudar o seu cenário atual com uma dica simples e eficiente.

Tem sido cada vez mais comum que as reuniões de pais tenham efetivamente a presença e participação dos pais, e isso uma das ideias utilizadas é o uso de dinâmicas de grupo.

Dinâmica do Pirulito

Objetivo: Para reflexão da importância do próximo em nossa vida
Material: Pirulito para cada participante.

Procedimento: Todos em círculo, de pé. É dado um pirulito para cada participante, e os seguintes comandos: todos devem segurar o pirulito com a mão direita, com o braço estendido. Não pode ser dobrado, apenas levado para a direita ou esquerda, mas sem dobrá-lo. A mão esquerda fica livre.

Vamos ao passo-a-passo: Primeiro solicita-se que desembrulhem o pirulito, já na posição correta (braço estendido, segurando o pirulito e de pé, em círculo). Para isso, pode-se utilizar a mão esquerda. O mediador da dinâmica, recolhe os papéis e em seguida, dá a seguinte orientação: sem sair do lugar em que estão, todos devem chupar o pirulito.

Aguardar até que alguém tenha a iniciativa de imaginar como executar esta tarefa, que só há uma: oferecer o pirulito para a pessoa ao lado!!! Assim, automaticamente, os demais irão oferecer e todos poderão chupar o pirulito.

Encerra-se a dinâmica, cada um pode sentar e continuar chupando, se quiser, o pirulito que lhe foi oferecido.

Abre-se a discussão que tem como fundamento maior dar abertura sobre a reflexão de quanto precisamos do outro para chegar a algum objetivo.

Você pode usar uma bala também, ela pode ser utilizada na reunião de pais, para simbolizar o trabalho entre escola e família, ou na reunião de professores, onde o coordenador pedagógico pode falar sobre a importância do trabalho em conjunto dos professores das diversas disciplinas.

Dinâmica de Grupo com Bexigas

A aplicação da técnica inicia-se com as pessoas reunidas em círculo e no centro uma bexiga para cada participante. Cada pessoa pega enche a sua bexiga e após amarrá-la é dada a proposta de que o grupo deve mantê-las voando. Então, o monitor responsável pela dinâmica deve ir retirando os participantes lentamente, um por vez.

O número de bexigas continuará o mesmo, porém o número de pessoas será cada vez menor, até chegar a ponto de não mantê-las mais suspensas.

Objetivo da atividade: Ressaltar a importância do trabalho em equipe.

Existem uma infinidade de dinâmicas com bexigas e variações sutis entre uma e outra, então veja qual delas é mais fácil de você fazer e qual atende melhor seus objetivos.

Caso você ainda não tenha encontrado nenhuma boa dinâmica para a reunião dos paus, mais sugestões podem ser obtidas aqui. [LINK]

Gostou do nosso post sobre a reunião dos pais? Não deixe de ver nossas outras sugestões abaixo e também deixe seu comentário. Use suas redes sociais para compartilhar este post e assim ele ajuda outros colegas professores assim com ajudou você na elaboração da sua reunião de pais.

[Video] Menina Bonita do Laço de Fita

menina-bonita-laco-fita

Quem já conhece essa história sabe que ela encanta muitos adultos e principalmente as crianças.

O que talvez você não saiba, e eu descobri isso agora pouco, é que foi produzida, e muito bem produzida, uma versão em video da famosa história de Ana Maria Machado.

Você vai poder assistir em video pelo youtube, essa história que fala da menina e seu laço, e claro, você pode fazer uma sessão de cinema com as crianças, criar um roteiro de perguntas e outras ideias.

Temos algumas ideias aqui:

O video é lindo, tem duração de 7 minutos e é ideal para a sala de aula.

Uma Busca por Qualidade Escolar

Todos os pais se preocupam com o tipo de escola que seus filhos vão estudar e sua qualidade.

E esta preocupação claramente demonstra não só a consciência que já existe sobre o papel que a escola desempenha na sociedade, bem como a sua importância em relação às expectativas dos pais sobre o futuro das crianças.

qualidade-escolar

A escola desempenha hoje em dia um papel muito importante no futuro dos estudantes, a fim de permitir ou não a eles acesso a determinadas carreiras, portanto, a participação dos pais na vida acadêmica de seus filhos é um direito cada vez reivindicado por eles.

Consciente desta tomada de posição dos pais, as escolas pedem a participação das famílias na vida escolar, no entanto, enquanto esta presença é instado e e bem recebida, crescem igualmente os conflitos entre o desejo de controle paterno e a necessária independência profissional dos professores.

Críticas dos pais à Escola

Muitas vezes a escola é criticada porque suas propostas são incompreensíveis para alguns pais ou entram em conflito com a sua visão da sociedade e o papel que a escola deve ter.

A escola, em uma tentativa de se adaptar aos estímulos que as crianças recebem no meio, de todos os canais que estão expostas (especialmente a televisão e a Internet), muitas vezes faz propostas educacionais que geram a desorientação de alguns pais.

A escola não funciona, ao contrário do que se pensava nos anos cinquenta, como uma empresa, isso ocorre porque os processos de ensino não têm um caráter unívoco e são multidirecionais.

Dificulta ainda a ação da escola, e a expõe a críticas, o fato de ela se constituir como terreno sobre o qual “todos têm experiência”, e ainda as componentes ideológicas, políticas e sociais que são inerentes ao processo de tomada de decisões, implícito ou explícito, realizado pelos ministérios, quando dizem o que você tem que ensinar e como os professores devem gerenciar cada fase da sua tarefa (planejamento, prática e avaliação).

Os responsáveis pela qualidade da escola

Desde a família, passando pelos ministérios, administrações, pedagogos e até os próprios alunos, todos são, portanto, agentes implicados no processo de ensino-aprendizagem, cada um com os seus pontos de vista a definir a finalidade e o âmbito escolar e, consequentemente, a qualidade da educação.
Os pontos de vista mais tradicionais argumentam que a escola deve ter como principal objetivo transmitir conhecimentos e valores que passam de geração em geração.

Como fazer uma educação de qualidade

As visões mais modernas afirmam, por sua parte, que a escola deve preparar as crianças para o futuro, colocando ao alcance de uma bagagem cultural que atenda aos requisitos da sociedade do futuro.
Combinando as duas posições, a escola deve trabalhar para estar atualizada em termos de tecnologia e também deve procurar promover os valores da convivência e respeito.

Na educação temos de ter em conta as necessidades atuais dos alunos, e, além disso, satisfazer as expectativas dos adultos (professores, pais, familiares, políticos) em relação ao que deve ser feito na escola, de modo que o aluno pode enfrentar a sua vida futura baseada em os conceitos de sociedade e pessoa que eles defendem.

No entanto, uma vez que vivemos em sociedades pluralistas, compostas por grupos sociais, econômicos e culturais diferentes, que modelos e valores devem servir a escola? Os do grupo dominante?
Ou significados universais de formas públicas de conhecimento representadas nas várias disciplinas escolares? Em todos os casos, o que fazer para determinar ambos?

O papel do professor na qualidade escolar

Professores assumem um papel importante e podem jogar este explícita ou tacitamente.
Por seu lado, as famílias têm de conhecer os fundamentos ideológicos, culturais, psicológicos e disciplinares da administração e dos professores sobre a educação das crianças.

Para tentar responder às perguntas de todos os envolvidos no processo escolar, muitas vezes o padrão é o planejamento de modelos ideais sugeridos pelas administrações, e que têm a orientação para promover os valores de convivência, respeito mútuo e formas democráticas de convivência.

No entanto, apesar das boas intenções, os problemas surgem muitas vezes, quando essas diretrizes precisam ser realizadas.

Ações conjuntas para a melhoria da escola

  • Convocar e organizar reuniões
  • Entrar em contato com as esferas superiores
  • Buscar ajuda em ONGs, institutos e universidades
  • Promover a conscientização de todos envolvidos sobre os problemas escolares
  • Criar e manter bons meios de comunicação (Jornal escolar, Facebook, Site, mural, bilhetes e recados)

Tabela de apoio

Como não é moleza passar da água para o vinho, e eu sei disso tanto quanto você, começar a mudança na qualidade da educação requer muito mais do que somente pensar e discutir o tema, sendo fundamental a tomada de ações práticas e efetivas.

Algumas ações para a melhoria da educação tem efeito prático em curto prazo, outras precisam de um período maior para execução e nem sempre os resultados são visíveis a cada etapa, mas acreditar e manter o alinhamento inicial é fundamental.

Como apoio à sua busca por qualidade escolar, elaboramos essa tabela com alguns indicadores que você pode usar como referência, e você está mais do que livre para usar e modificar da maneira que você achar mais produtiva e direcionada aos seus objetivos escolares.

Conclusões sobre a qualidade escolar

Nunca há fórmulas mágicas para implementar os valores universais de modo a que todos sejam de acordo.

E se você escolher valorizar os valores de grupos minoritários, também é difícil de discernir quando não está a discriminar outros grupos.

Aqui, apenas o bom senso de quem está no campo, professores e administradores, podem fazer escolhas e decisões, existindo em cada caso uma solução e para o mesmo caso, em momentos diferentes, muitas vezes também soluções diferentes.

É neste contexto que as escolas têm de se definir, e tem que dar credibilidade a quem as procura para confiar seus filhos.

Então, nós apresentamos em seguida alguns indicadores de qualidade que as escolas podem tomar para criar essa imagem de confiança que os pais procuram.